Quando é normal ter mau hálito?

quarta-feira, dezembro 7, 2011 @ 02:12 PM
Autor: web

Existem algumas situações em que é normal ter mau hálito. Isto pode ocorrer quando acordamos, estamos com fome ou mesmo ficamos por um tempo sem comer.

Quando não é normal ter halitose?

Existem também algumas situações que produzem uma halitose temporária, com a qual não precisamos nos preocupar (febre, dor de garganta etc).
Em muitas pessoas (pelo menos 30% da população brasileira) a halitose surge sem nenhum motivo aparente. Nesses casos o tratamento é fundamental, para diagnosticar as causas do problema e eliminar a formação de gases com mau cheiro.

Será que eu preciso de tratamento?

Caso você se encaixe em uma das situações abaixo, você com certeza precisa de um tratamento para halitose:

Alguém já se queixou do seu hálito mais de uma vez;
Se ninguém se queixou do seu hálito e você não tem certeza se tem ou não halitose, mas o problema está atrapalhando sua vida.
Apesar de pessoas não terem reclamado do seu hálito, é possível que você tenha pseudo-halitose, disgeusia ou halitofobia, condições que precisam ser tratadas o mais cedo o possível.

Nunca podemos nos esquecer que o paciente com mau hálito sofre muito: geralmente já passou por situações constrangedoras, tem medo de falar de perto e muitas vezes chega até mesmo a se isolar das pessoas.

Tratamento Especializado

O primeiro passo para se ver livre da halitose é agendar uma consulta, através da nossa Central de Agendamento (0800 774 2024). Nossa secretária agendará sua consulta num local próximo, e também poderá tirar suas dúvidas a respeito do tratamento. Se você quiser, também poderá ser enviado material informativo sobre o mau hálito, via e-mail ou mesmo através dos correios.

Como funciona o tratamento para o hálito?

Na consulta inicial, descobriremos, através de alguns exames, as causas da halitose do paciente, prescrevendo assim um tratamento eficaz para o problema.

Após esta consulta inicial, nós acompanhamos o caso por 1 ano, para termos a segurança de que nosso paciente realmente está livre da halitose.

Na maioria dos casos, o tratamento é feito com medicamentos. Dificilmente são necessários tratamentos dentários ou gengivais. Também é muito raro termos que encaminhar o paciente a algum outro especialista.Existem diferentes maneiras de tratar.

Existem diferentes maneiras de tratar a halitose?

Sim. Existem diferentes filosofias de tratamento.

Nós acreditamos que o ideal é sempre atuar na raíz do problema, eliminando a halitose definitivamente. Acreditamos também que utilizar produtos para fazer bochechos e gargarejos não seja o ideal, pois o paciente ficará “dependente” destes produtos por toda a vida.

Também acreditamos que não basta deixar o paciente com o hálito saudável. É necessário, acima de tudo, deixar o paciente tranquilo e seguro em relação ao próprio hálito. Durante o tratamento, o ideal é que o paciente perca o medo de falar de perto e o receio de se relacionar com as pessoas.

Pacientes com halitose sofrem. Nosso objetivo principal é eliminar o sofrimento destas pessoas, aumentando a sua auto-estima e melhorando a qualidade de vida.

Perfil do Autor:

Dr. Arany Tunes é formado pela UNESP há 15 anos.

Com mais de uma década de experiência em doenças bucais, é o profissional que você precisa para melhorar a sua qualidade de vida.

Comments are closed.